Outra Casa no Castelo

Título: Outra Casa no Castelo – Intervenção Multidisciplinar 
Title: Another House at the Castle – Multidisciplinary Intervention
Coordenador de Edição Edited by: Luís Firmo (PT)
Selecção, Matéria Editorial e Contribuições
Selection, Editorial Matter and Contributions: Luís Firmo (PT), Isabel Baraona (PT)
Design Gráfico
Graphic Design: João Vinagre
Palavras Chave: 1. Animação Cultural; 2. Desenho; 3. Escultura; 4. Espaço Público; 5. Instalação; 6. Projecto Educativo; 7. Sítio-especificidade; 8. Vídeo; 9. Fotografia
Keywords: 1. Cultural Animation; 2. Drawing; 3. Sculpture; 4. Public Space; 5. Installation; 6. Education; 7. Site-specificity; 8. Video; 9. Photography
Línguas: Português-Inglês Languages: Portuguese-English
Número de Páginas Number of Pages: 64
Data de Publicação Publication Date: 2008
ISBN: 978-989-95397-3-0

Dimensão: altura 21 cm x largura 16.5 cm x espessura 0.5 cm Size: 21cm (H) x  16.5 cm (W) x 0.5 cm (D)
Peso Weight: 135 gr
Preço Price: 8€
As premissas desta segunda intervenção são, no essencial, idênticas às do projecto anterior. Uma origina Outra, isso é certo! Pensar esta continuidade poderia, no entanto, sugerir condicionalismos de leitura e de resposta, que de todo se colocaram na prática. Pelo contrário, as dinâmicas que orientaram esta Outra intervenção não foram tanto originadas pelas obras e pelas abordagens anteriormente produzidas, quanto associadas à intensificação da ideia de retorno, que gradualmente se instala na nossa percepção por via da intuição – da passagem do tempo, da memória e de nós próprios enquanto sujeitos sensíveis, face aquele espaço. A ideia de retorno pressente-se catalizadora de todo o projecto, singularizando de forma marcante esta Outra Casa no Castelo.
Dela deriva o jogo que nos foi proposto, de rever e de reorganizar o nosso entendimento pelo confronto com uma ordem comunicacional distinta, sobretudo porque distante dos mecanismos promocionais e panfletários que saturam a nossa vivência quotidiana. Duma outra dissociação vive também o edifício simbolicamente implantado na malha urbana que do Castelo intui e vigia a cidade em movimento, e o seu jardim que nos convida a repousar ansiedades e a respirar um outro tempo, porventura esquecido, mas a que sentimos também pertencer. Estes aspectos contribuíram para afirmar a pertinência desta Outra intervenção e para que dela surgissem um vasto conjunto de espantos e de interrogações que souberam agudizar em torno de si discussões sobre a necessidade de compreender de uma forma mais profícua e divergente a arte e a sua relação como cidade-espaço-corpo-experiência em que vivemos.
A felicidade do encontro promovido pela materialidade daquelas propostas artísticas e educativas com a daquele espaço e do meio específico que os integra, motiva um justo reconhecimento do distinto desempenho da curadora e dos diversos artistas e animadores envolvidos, a quem felicito com gratidão, desejando que o seu contributo possa afirmar a necessidade estratégica de Investigar, de Experimentar e de Promover formas sustentadas de actuação sobre o espaço real-social da cidade, e de a impulsionar fazendo recurso da arte e dos processos criativos como ferramenta de eleição.
Luís Firmo
Director Artístico da Transforma
The premises of this second intervention are, essentially, identical to the previous project. One originates the Other, that is certain!
However, the fact that this continuity is taken into account could suggest a certain amount of conditionalism in terms of reading and response, which never happened in practical terms. On the contrary, the dynamics that supported this Other intervention were not as much originated by the works and the approaches produced previously, when associated to the intensification of the idea of return, which gradually sets in our perception via intuition – of time passing by, of memory and ourselves as sensitive suspects, when facing the space of the intervention. The idea of return is foreseen as a catalyst for the entire project, strongly distinguishing this Another House at the Castle.
From it derives the game that is proposed to us, namely, the revision and reorganization of our understanding via the confrontation of a different communication order, especially because it is separated from the promotional and pamphleteer mechanisms that saturate our daily life. The building symbolically implanted in the urban mesh also experiences another dissociation; from the Castle it senses and watches over the moving city, and in its garden we are invited to rest our anxiety and breathe another time, probably a forgotten one, but towards which we share a sense of belonging. These aspects contribute for the relevance of this Other intervention and also for it to appear as a vast set of astonishments and questions that were able to integrate around them discussion concerning the need of understanding in a more advantageous and diverse way art and its relation with the city-space-body-experience in which we live in.
The joy of the meeting promoted by the materiality of these artistic and educational proposals with this space and the specific environment that integrates them, allows to recognize the co­m­­mit­ment of the curator and the several artists and animators involved, which I congratulate with gratitude, wishing that their contribution may promote the strategic need for Research, Experimentation and Promotion of sustained forms of action on the real-social space of the city, and stimulate that same city using art and the creative process as the tool of choice.
Luís Firmo
Transforma Artistic Director
%d bloggers like this: